Conhecendo os Mamíferos Marinhos

Conhecendo os Mamíferos Marinhos

LITORAL DO RIO GRANDE DO SUL

Nas águas altamente produtivas do litoral do Rio Grande do Sul (RS), existem registros de 34 espécies de baleias, botos e golfinhos, além de sete espécies de lobos-marinhos, leões-marinhos e focas.

Conheça mais sobre os mamíferos marinhos e quais espécies ocorrem nessa região. Consulte a Lista de Espécies do Brasil e do RS.


REVIS PHOTT

CONHEÇA TAMBÉM AS ESPÉCIES AMEAÇADAS DE EXTINÇÃO NO RIO GRANDE DO SUL

Em 2014, o Estado do Rio Grande do Sul (RS) fez uma revisão da lista de espécies da fauna silvestre ameaçada de extinção.

A lista, atualizada em relação a primeira versão de 2002, indica que o RS possui atualmente 280 espécies de sua fauna em algum grau de ameaça de extinção (Vulnerável, Em Perigo, ou Criticamente em Perigo), além de 10 já extintas.

Dentre as espécies ameaçadas no RS, estão sete espécies de mamíferos marinhos, incluindo a toninha, a baleia-franca e a população costeira de botos.

Projeto Conservação da Toninha – GEMARS/Funbio

A conservação da toninha, espécie de golfinho conhecida cientificamente por Pontoporia blainvillei, sempre foi um dos principais focos das ações e pesquisas do GEMARS desde a sua fundação em 1991.

Como parte dessas atividades, em 2016, o GEMARS iniciou um importante projeto* de conservação da espécie na costa brasileira, em parceria com o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio).

O projeto, selecionado na Chamada de Projetos 01/2016*,  tem por objetivo estimar o tamanho da população e a área de distribuição da espécie nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. A toninha é a espécie de golfinho mais ameaçada em todo o litoral brasileiro, sendo que as populações dessa região, em função do isolamento geográfico e pequeno tamanho populacional, apresentam altos riscos de extinção.

Com o desenvolvimento desse projeto, espera-se não apenas conhecer melhor o tamanho das populações ainda existentes nessa região, mas também identificar as áreas prioritárias para a conservação da espécie. Além disso, o projeto pretende também dar maior visibilidade a esta espécie classificada na categoria “criticamente em perigo” em relação ao risco de extinção, mas ainda pouco conhecida por parte da população brasileira em geral.

Veja a notícia sobre a imagem rara de um grupo de toninhas feitas pelo GEMARS durante a primeira etapa do projeto.

* Projeto Conservação da Toninha na Área de Manejo I: "Abundância e distribuição da toninha na Área de Manejo 1 através de monitoramento aéreo" (GEMARS, Instituto Aqualie, Uergs, UFES). 

Toninha: o Mais Ameaçado dos Golfinhos Brasileiros

A toninha está incluída na categoria “criticamente em perigo” (CR) das listas das espécies ameaçadas de extinção do Brasil (Portaria MMA  444/2014) e do Rio Grande do Sul (Decreto N° 51.797). Ao longo de sua área de distribuição, a toninha tem como principal problema de conservação a captura acidental em redes de pesca comercial. Embora acidental, estas capturas são frequentes e a população de toninhas está em declínio. A sobrevivência da toninha depende de uma clara política nacional de manejo pesqueiro (veja Artigo da Ciência Hoje 330) e da participação da comunidade.
Entenda o sistema de classificação da Lista Vermelha da IUCN e conheça o Plano de Ação Nacional para a Conservação da Toninha.

PARA CRIANÇAS

toninha1

Descubra outros bichos especiais da nossa fauna no livro do Lalau e da Laurabeatriz: Novos brasileirinhos © Cosac Naify © Lalau (texto) © Laurabeatriz (ilustrações).

Você sabia que a toninha participou das Olimpíadas do Rio 2016 ? Conheça aqui a moeda da toninha !

Conheça o plano para salvar a toninha !

Textos e Artigos Científicos – GEMARS

Artigos de OPINIÃO

Ott (2017) Ciência sem fronteiras: em defesa da FZB-RS (Correio do Povo)

Sucunza (2016) Monitorar o litoral é uma obrigação (Correio do Povo)

Ott et al. (2015Toninha: mais uma vítima da trágica legislação pesqueira no Brasil (Ciência Hoje)

Artigos CIENTÍFICOS

Clique nos links abaixo e confira algumas das mais recentes produções científicas do GEMARS:

Giacomo & Ott (2016) Long-term site fidelity and residency patterns of bottlenose dolphins (Tursiops truncatus) in the Tramandaí Estuary, southern Brazil.

Milmann et al. (2016) Feeding ecology of the common bottlenose dolphin, Tursiops truncatus, in southern Brazil: analyzing its prey and the potential overlap with fisheries.

Milmann et al. (2016Temporal–spatial distribution of an island-based offshore population of common bottlenose dolphins (Tursiops truncatus) in the equatorial Atlantic.

Ott et al. (2016) Report of the Working Group on Taxonomy and Stock Identity of bottlenose dolphins in the Southwest Atlantic Ocean.

Pont et al. (2016). The human dimension of the conflict between fishermen and South American sea lions in southern Brazil.

 

Confira outras publicações do GEMARS.

Conheça também a Revista Científica LAJAM

A LAJAM (Latin American Journal of Aquatic Mammals) é a revista científica da Sociedade Latino-americana de Especialistas em Mamíferos Aquáticos.

A revista publica artigos referentes à biologia, manejo e conservação de mamíferos aquáticos da América Latina.

 

Uma pesquisa recente conduzida pelo GEMARS, em parceria com a Universidad Nacional de Mar del Plata (UNMdP), revelou que o lobo-marinho-sul-americano (Arctocephalus australis) é mais uma espécie de mamífero marinho impactado por plástico na costa brasileira. No estudo, publicado na revista científica Marine Pollution Bulletin, foram encontrados linhas de pesca ou materiais plásticos no estômago de 7%.. Leia mais →

O Curso do GEMARS sobre “Biologia e Conservação de Baleias, Botos e Golfinhos”, realizado em Torres neste último final de semana, contou com a participação de mais de 50 alunos de diversas universidades do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Participaram também do Curso professores da rede estadual de ensino de Torres e bolsistas.. Leia mais →

28 maio 2017
maio 28, 2017

GEMARS e Uergs renovam parceria

0 Comment

O GEMARS e a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) renovaram nessa última semana o termo de cooperação entre as duas instituições, com o intuito de promover ações de pesquisa, ensino e extensão. Atualmente, um dos principais projetos em colaboração em andamento diz respeito à pesquisa e conservação da toninha – o mais.. Leia mais →

Na data de hoje, 22 de maio, comemora-se o Dia Internacional da Biodiversidade proclamado pelas Nações Unidas com o objetivo de aumentar o grau de consciencialização e conhecimento acerca da biodiversidade em todos os seus níveis. Em 2017, o tema escolhido para celebrar este dia é Biodiversidade e Turismo Sustentável, com o intuito de  chamar a.. Leia mais →